Detalhes do Curso/Evento

R$ 360,00
Como o judaísmo se reflete no cotidiano de Israel? O judaísmo não se limita ao interior das sinagogas e casas de estudo. Ele se expressa nas ruas, na música e na arte. Acompanha este curso uma playlist no Spotify que vai do rap ao pop israelense.(Sinopse na íntegra abaixo)


Sócios da CIP e das entidades parceiras: Consulte os cupons disponíveis em academia@cip.org.br e os benefícios adicionais! *Descontos não acumulativos.

Sinopse do curso

O Judaísmo da música israelense contemporânea: Embora exista um preconceito de que só em Israel judeus nunca foram numa sinagoga nem conhecem o livro de rezas, como se haveria assimilação maior justamente lá, uma das singularidades de Israel é a introdução do judaísmo no cotidiano da vida civil.
Só em Israel, a Rádio toca lecha dodi na véspera do shabat, os jornais publicam interpretações da parashá, as companhias de teatro e as produtoras de cinema incluem narrativas bíblicas e as músicas como as poesias incluem expressões bíblicas, talmúdicas, místicas e litúrgicas. Assim também ideias, valores e questionamentos judaicos. Provavelmente nem sempre claros na consciência dos próprios artistas.

Este curso oferecerá uma amostra inédita dos conteúdos judaicos que se escondem na música israelense atual e brindará a oportunidade de analisar e discutir os valores que neles se encontram, seu potencial para nossa identidade e para o perfil da sociedade civil.

Dia da semana e horário

Terças-feiras, 19h30 às 21h00

Dinâmica do curso

Aulas interativas on-line, ao vivo com o professor do curso nas datas abaixo. 

 

Título e resumo de cada aula

12 de abril | Aula 1: A arte no judaísmo ancestral: o Espírito Divino dos artistas do Santuário Vs a proibição de esculpir ídolos. A preferência pelas artes não visuais. Canções e póesias antigas: Shirat haiam Vs Shirat Miriam ( a canção do mar vermelho vs a canção de Miriam). Shirat haazinu: a Torá inteira como canção. A criação humana, a criação divina, e a criação divina do humano

19 de abril | Aula 2: As bases na poesia israelense: 
Bialik e sua trajetória, Amichay e sua contestação Bíblica. 3 tipos de inserção judaica na música israelense: A) musicalização atual de rezas e textos religiosos e cabalísticos ( Unatne tokef, kol galgal, avinu malkenu). B) releitura de motivos religiosos tradicionais e inserção na música contemporânea. O fenômeno dos novos astros tradicionalistas.(Ishai Rivo, Chanan Ben Ari, Ionina, Omer adam). C) Expressões judaicas falando da vida atual e atemporal: amor, política, Israel.

26 de abril | Aula 3: Clássicos e modernos: Yehoram Gaon, Arik Einstein, Shalom Chanoch, David Broza, Shlomo Gronich, Rami Kleinstein

03 de maio | Aula 4: Contemporâneos: 
Idan Raichel, Chanan Ben Ari, shotei hanevua

10 de maio | Aula 5: Contemporâneos: Hatikva 6, Hadag Nachash, Mooki

17 de maio | Aula 6: Contemporâneos: Hachatzer haachorit, Ioni Livne, Yehuda Chofesh, Beit Habubot

Política de descontos

Sócios da CIP e das entidades parceiras: Consulte os cupons disponíveis em Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e os benefícios adicionais!

*Descontos não acumulativos.

 

Nome do professor

Dr. Ruben Sternschein

CV do professor

Dr. Ruben Sternschein assumiu o rabinato da CIP em janeiro de 2008, após tê-lo exercido por uma década, em Barcelona, onde fundou e dirigiu a primeira comunidade judaica liberal da Espanha, e em Jerusalém por 4 anos. É bacharel em Educação e mestre em Filosofia Judaica pela Universidade Hebraica de Jerusalém, e também mestre em Ciências Judaicas pelo Hebrew Union College, onde recebeu sua ordenação rabínica. É doutor em Filosofia Judaica pela USP, e dissertou em dezenas de universidades ibero-americanas. É professor visitante e pesquisador associado na USP e na UNIFESP e coordenador de pesquisa no Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da PUC. Foi selecionado como representante judaico para o grupo inter-religioso da UNESCO que desenvolveu o documento “Uma Ética Universal”. Lidera iniciativas civis religiosas antirracistas e em prol dos diretos humanos especialmente da população em situação de rua.